Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

nnaomi

21 dias na BA - Costa do Descobrimento - Parte 1: Arraial d'Ajuda

Posts Recomendados

Como eu gosto muito de escrever, o que era para ser um relato acaba virando um "guia". Entretanto como a maioria ou não tem tempo ou não tem paciência para tanto, vou colocar um índice aqui e assim cada um vai direto a parte que lhe interessa ;)

 

Índice

 

Apresentação: Costa do Descobrimento

 

A cidade

 

Como chegar

 

Quando ir

 

Onde ir

 

Onde ficar

 

Onde comer

 

Dicas (Contatos úteis, Postos de Informações Turísticas, Links úteis, Receptivos Turísticos e Dicas)

 

Sugestão de roteiros

 

Relato de viagem

 

Mapas

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Período: 30/01 a 19/02/2014

Cidades: Porto Seguro (Porto Seguro, Arraial d'Ajuda, Trancoso, Espelho, Caraíva), Santa Cruz Cabrália (Coroa Vermelha, Santo André), Prado (Ponta do Corumbau)*

A Costa do Descobrimento é considerada o berço da história e da cultura do Brasil. São 150 km de litoral, onde aportaram as primeiras caravelas portuguesas. Abençoada com atrativos naturais, como praias, enseadas, baías, falésias, recifes, rios, coqueirais, restingas, mata atlântica e manguezais, oferece, além da natureza exuberante, história, cultura, arte e entretenimento. Nessa região foi instituído o Museu Aberto do Descobrimento que, com a proposta de ser um museu natural ao ar livre, estende-se por 130 km de litoral, da foz do Rio Caí, no município de Prado, até o Rio João de Tiba, em Santa Cruz Cabrália.

 

A Costa do Descobrimento inclui outros municípios, mas nessa viagem foram contemplados apenas Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália. Aproveitei a logística para fazer um passeio bate e volta à Ponta do Corumbau*. Arraial d'Ajuda, Trancoso, Espelho e Caraíva são comumente mencionados como destinos turísticos independentes, mas na realidade são todos pertencentes ao município de Porto Seguro. Nesse relato, usarei a denominação usual identificando separadamente cada destino, dessa forma, quando citado o destino de Porto Seguro, este fará referência apenas à sede do município, mais precisamente, o centro e o litoral da Praia do Cruzeiro à Praia do Mutá.

 

Confira abaixo as dicas e o relato de viagem. Nas últimas viagens temos diminuído o ritmo, escolhendo mais locais de hospedagens e explorando melhor as regiões. Dessa forma, fugimos do tradicional, que é ficar hospedado unicamente em Porto Seguro e fazer passeios bate e volta para os destinos turísticos da área. Ficamos hospedados em Arraial d'Ajuda, Trancoso e Caraíva, além de Porto Seguro.

 

* A Ponta do Corumbau, pertecente a Prado, faz parte de outro roteiro, a Costa das Baleias.

 

Obs.: Além da seção "Dicas" antes do relato, há outras dicas específicas espalhadas pela página. ATENÇÃO: Não possuo nenhum vínculo com pousada, hotel, restaurante, agência, loja e qualquer outro tipo de estabelecimento divulgado nos meus relatos de viagem. "Outras opções" referem-se às indicações que recebi de guias ou funcionários de CITs ou são provenientes de pesquisa. Dessa forma, alguns estabelecimentos, bem como alguns dos pontos turísticos, não foram visitados por mim e, portanto, recomendo que antes de utilizar qualquer serviço, verifique com a secretaria de turismo da cidade se os dados são atualizados e/ou verossímeis.

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Porto Seguro está localizada no litoral sul do estado e tem área de 2.408,327 km². Tem 126.929 habitantes (dados IBGE 2010) e faz limite com as cidades de Santa Cruz Cabrália, Eunápolis, Itabela, Itamaraju e Prado. Possui clima quente, úmido e subúmido com temperatura média de 24,4ºC.

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Porto Seguro tem fácil acesso, por meio de transporte rodoviário ou aéreo. Está localizado a 722 km da capital.

 

De Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália está localizada a 22 km; Santo André a 27 km + 15min de balsa + 2 km; Arraial d'Ajuda, a 10min de balsa + 4 km; Trancoso, a 10min de balsa + 47 km (estrada nova) ou 27 km (estrada velha); Caraíva, a 10min de balsa + 70 km. Entre Trancoso e Caraíva há cerca de 40 km e, no meio do caminho, tem o acesso para a estrada de 6 km (alguns dizem 3 km) que leva à Praia do Espelho. Obs.: são distâncias aproximadas, pois eu não medi e cada lugar fornece um número diferente).

 

• Aeroporto Internacional de Porto Seguro, Estrada do Aeroporto, 1500, Cidade Alta, 3288-1880

• Terminal Rodoviário, Cidade Alta (em frente à entrada do Centro Histórico), 3288-1039 / 1914

• A empresa de ônibus Águia Branca faz a linha Salvador-Porto Seguro, 0800-725-1211, http://www.aguiabranca.com.br/

 

Transporte Porto Seguro/Arraial d´Ajuda:

• Arraial d´Ajuda é bastante próxima de Porto Seguro, basta atravessar o Rio Buranhém de balsa e percorrer 4 km até o centrinho

• Linhas de ônibus interligam as principais localidades. É fácil transitar entre rodoviária, aeroporto e a Balsa do Rio Buranhém de transporte coletivo. Porém, como as distâncias são pequenas, táxi não fica muito caro

• Balsa do Rio Buranhém (travessia Porto Seguro-Arraial d´Ajuda), 3288-2516, das 7-22h, de 15 em 15min; das 22-7h, de 1 em 1h; percurso em 10min. A travessia é bem curta e rápida, só é paga no sentido Porto Seguro-Arraial d´Ajuda

• Depois de atravessar de balsa, do outro lado, táxis, ônibus e vans aguardam para percorrer a distância de 4 km até o centro de Arraial d'Ajuda

• Não há rodoviária em Arraial d'Ajuda. Os principais pontos de ônibus são na saída da Balsa do Rio Buranhém e na Pça. da Igreja de N. Sra. d'Ajuda, mas os ônibus param em diversos outros pontos, informe-se com os moradores

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A alta temporada se dá no período de férias escolares, com picos no ano novo, no carnaval e feriados. Particularmente, a cidade de Porto Seguro tem outro período de alta temporada entre os meses de outubro e novembro, quando recebe excursões de formatura de estudantes de ensino médio, também frequentes nas férias de julho. Quem quer tranquilidade e fugir dos preços altos, deve evitar essas épocas. Na baixa temporada, Porto Seguro sempre tem algum movimento, já Arraial d'Ajuda e Trancoso têm o fluxo de turistas reduzido, bem como Espelho e Caraíva que ficam ainda mais tranquilas. Quanto ao clima, geralmente apresentam um índice pluviométrico maior entre março e maio.

 

O visual de algumas praias, como a Praia do Espelho, poderá ser mais bem apreciado na maré baixa; na alta a água encobre os recifes e os bancos de areia retirando o diferencial/particularidade da praia. No caso particular da região de Porto Seguro, não sei se há necessidade de a maré estar muito baixa, que ocorre na lua cheia ou nova, quando as marés baixas são mais baixas e as marés altas são mais altas. Confira no site da Marinha a Tábuas das Marés e veja O básico das marés - o que se precisa entender para programar seus passeios pelas praias e piscinas naturais

 

Eventos:

• São Sebastião: no dia 20 de janeiro, uma procissão com uma estátua de São Sebastião, ao lado da estátua de São Brás, percorre Trancoso e, em frente da Igreja de São João Batista, é feita uma homenagem e a substituição do mastro de madeira

• Nossa Senhora d'Ajuda: no dia 15 de agosto, romaria à fonte de água, localizada próxima à igreja

• Nossa Senhora da Pena: no dia 8 de setembro, precedido por uma novena, a procissão, com saída do centro histórico de Porto Seguro, atrai romeiros de regiões vizinhas, como Eunápolis e Santa Cruz Cabrália

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Arraial d'Ajuda tem a "rua mais charmosa do Brasil": a Rua Mucugê com pousadas, restaurantes e lojas e para onde o movimento migra à noite, após curtir as belas praias locais. A pequena e charmosa vila de praia dista poucos quilômetros de Porto Seguro, separadas pelo Rio Buranhém.

 

Vila:

• Rua do Mucugê: pousadas, restaurantes e lojas, como a Terima Kasih (objetos de decoração importados de Bali) e a Bahia pra Todos os Santos (oratórios, escapulários e mandalas). O Beco das Cores tem bares com som ao vivo. Dá acesso à praia homônima

• Rua Broadway: comércio em geral, incluindo lojas de artesanato e suvenires, dá acesso à praça da Igreja de N. Sra. d'Ajuda

• Igreja de N. Sra. d'Ajuda (1549): atrás da igreja, o mirante tem vista panorâmica das praias e mureta colorida, devido as inúmeras fitinhas amarradas

• Espaço Coral Vivo Mucugê, R. do Mucugê, 402, Centro, ter-dom das 17-22h http://www.coralvivo.org.br Colônias centenárias de espécies de corais encontradas na Bahia, painéis informativos, maquete do Centro de Visitantes e Base de Pesquisas do Coral Vivo (do Arraial d'Ajuda Eco Parque), loja de suvenires. Entrada gratuita

• Terima Kasih, R. do Mucugê, 364, 3575-1913, http://www.terimakasih.com.br

 

Praias:

• Apaga Fogo: a 4 km do centro, águas mais escuras devido à foz do Rio Buranhém, recifes, piscinas naturais na maré baixa, mar calmo, areia fofa, boa para esportes náuticos, movimentada com hotéis, pousadas, barracas. Bela vista de Porto Seguro e seu casario colonial colorido

• Araçaípe: a 2,5 km do centro, recifes, piscinas naturais na maré baixa, mar calmo, areia com conchas, hotéis, pousadas, barracas de praia e restaurantes. No canto esquerdo, a barraca Sting Praia Bar promove shows e competições de regata e caiaque, no lado direito, ampla faixa de areia e área de restinga. De Araçaípe se tem uma bela vista para a Igreja de N. Sra. d'Ajuda

• Pescadores (Delegado ou d'Ajuda ou Nativos): a 1 km do centro, acesso a pé do lado esquerdo de Mucugê ou por uma rua à esquerda da entrada do Arraial d'Ajuda Eco Parque. Mais frequentada por moradores, mar cristalino, calmo, ancoradouro para barcos de pescadores, conta com uma barraca de praia

• Mucugê: a 2 km do centro, ampla faixa de areias brancas, águas cristalinas, recifes, piscinas naturais na maré baixa, mar calmo, boa para esportes náuticos, tem infraestrutura com barracas de praia e abriga o Arraial d'Ajuda Eco Parque. No verão, promove festas, luaus e raves

• Parracho: a 3 km do centro, acesso a pé pela Praia do Mucugê (15min) ou de carro pela Estr. da Pitinga. Recifes, piscinas naturais na maré baixa, barracas de praia, boa para banho e esportes náuticos. Aluguel de pranchas de windsurfe, caiaques e equipamentos de mergulho. Quadras de esportes na areia para a prática de vôlei, futevôlei e futebol. Barraca do Parracho promove festas no verão

• Pitinga: a 4 km do centro, mar esverdeado, falésias, areia fofa, recifes, piscinas naturais na maré baixa, boa para esportes náuticos. Do lado esquerdo, grande movimento com hotéis, pousadas e barracas

• Lagoa Azul: a 6 km do centro, acesso a pé de Taípe (15min) ou da Pitinga (25min). Tem falésias, águas tranquilas e rasas, e a lagoa não existe mais, mas disseram que, na época das chuvas, forma um pequeno poço

• Taípe: a 14 km do centro, acesso de carro pela Estr. Velha de Trancoso ou a pé da Praia da Pitinga (50min). Semi-deserta, falésias, mata nativa, mar transparente, ondas mais fortes, barracas

 

Passeios:

• Arraial d'ajuda Eco Parque, Estr. do Arraial, km 4,5, Mucugê, 3575-8600, qui e sex das 10-17h, jan diar das 10-17h (fecha maio e junho), [email protected]. Piscinas, toboáguas, rio lento, arvorismo, tirolesa, mini trilha ecológica de quadriciclo, Espaço Coral Vivo. Conta com estacionamento, posto médico (primeiros socorros), fraldário, aluguel de armários e toalhas, restaurante, lanchonete e lojas

• Awaventura, Estr. Arraial-Vale Verde, km 9 (Japara), a 9 km do centro, 3575-2202 / 9126-3696, http://www.awaventura.com.br/ Sítio com Mata Atlântica e enfoque em esportes radicais como arvorismo e tirolesa

• Passeio de Escuna até o Parque Municipal Marinho do Recife de Fora, sai do píer de Arraial, no Rio Buranhém, e segue até a parte norte do parque, para mergulho livre por 50min, saída na maré baixa, duração de 4h, aluguel de máscara e snorkel no barco. Área pouco preservada com recifes desgastados e poucos peixes. As agências falam para levar tênis para andar sobre os recifes, mas é recomendado NÃO andar sobre os recifes para a sua preservação

• Mergulho de 30min a 8m de profundidade com instrutor + mergulho livre de 45min, na parte sul do Parque Municipal Marinho do Recife de Fora, área mais preservada

• Passeio de helicóptero

 

Festas:

• Morocha Club, R. do Mucugê, 290, 3575-2611, http://www.morochaclub.com Festas com bandas e DJs

• Barracas de praia, no verão, promovem festas e luaus - conferir a programação

 

Compras:

• Em Arraial d'Ajuda, tem muitas opções de compras de suvenires na Rua do Mucugê, na Rua Broadway e na Pça. São Brás, onde rola algumas barraquinhas. Na Espaço Coral Vivo Mucugê, tem artigos que parecem ser de boa qualidade, lembra a loja do Tamar. Nas praias, passam índios vendendo artesanato

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• A Rua do Mucugê e as ruas próximas são de paralelepípedo. A Rua do Mucugê é bem bonitinha, repleta de lojas, restaurantes e pousadas. As fachadas das construções são bonitas e a rua tem enfeites luminosos, formando um conjunto bem charmoso e agradável para passear, principalmente à noite, quando o trânsito fica impedido para carros, mas havia alguns circulando, talvez de hóspedes das pousadas. Durante o dia, apenas alguns restaurantes abrem para o almoço e a grande maioria das lojas está fechada. O comércio abre a partir da tarde quando o movimento se intensifica. Uma das lojas chama a atenção, a Terima Kasih, pois o prédio é muito bonito, parece um templo com um jardim com vitórias-régias e flor de lótus, e os artigos são muito bonitos. Vale estender o passeio à Rua Broadway e aos fundos da Igreja de N. Sra. d'Ajuda, onde há um mirante

• Os passeios das agências têm saída por volta das 8h, mas esse é o horário que a maioria das pousadas começam a servir o café da manhã. Acho que se comprar passeio, o jeito é sair sem café e/ou contar com atrasos nas saídas dos passeios

• Essa região é muito agradável para uma caminhada nas praias. Estando hospedado nas proximidades do Mucugê, pode-se dividir o roteiro em dois. 1) Uma opção é seguir em direção à Praia do Apaga Fogo, retornando pelo mesmo caminho da ida ou ir à balsa e retornar de ônibus ou van. É uma caminhada curta e não lembro ter atravessado rios nesse trecho; se houver, são apenas fios d'água. Não há problema com a maré alta, exceto que na alta a água deve cobrir toda a faixa de areia da Praia do Mucugê. O trecho é movimentado e as praias do percurso possuem infraestrutura com barracas. 2) Outro roteiro é rumar à Praia do Rio da Barra, na divisa com Trancoso. Desconheço se há transporte público nessa área, por isso o retorno teria que ser feito pelo mesmo caminho da ida ou uma alternativa (mais curta) seria atravessar o Rio da Barra e continuar até Trancoso, onde há ônibus e vans para o retorno a Arraial d'Ajuda. É uma caminhada mais longa e há alguns rios estreitos e rasos pelo meio do caminho que não oferecem nenhuma dificuldade de travessia. Entretanto se decidir atravessar o Rio da Barra para ir a Trancoso, atente para a maré. O rio não é largo, mas na maré alta fica profundo e ruim de atravessar, principalmente se estiver com mochila que terá se suspensa. Mais para o lado de dentro (oposto à praia), o rio fica bem mais largo e nem por isso menos profundo, pelo menos não encontrei nenhum ponto melhor para travessia. Quando passei não vi correnteza, mas é bom observar. Outro problema, no pico da maré alta, é que a água cobre quase toda a faixa de areia de algumas praias e, entre a Praia do Taípe e a Praia do Rio da Barra, há dois locais com falésias desbarrancando e pedras, onde a água só não bate na maré bem baixa. O trecho final é menos movimentado e com pouca infraestrutura de barracas

• A Praia do Apaga Fogo é movimentada e tem infraestrutura. Achei mais bonita na foz do Rio Buranhém, onde forma um belo conjunto composto pelo rio com manguezal e pela praia com recifes e de onde se descortina uma pitoresca vista do casario colonial colorido de Porto Seguro na outra margem do rio. Entretanto, essa área não é convidativa ao banho devido às águas escuras do Rio Buranhém

• A Praia do Araçaípe também é movimentada e conta com infraestrutura. Boa para banho, oferece um vista diferente para os fundos da Igreja de N. Sra. d'Ajuda emoldurada pelo verde da região

• A Praia dos Pescadores é mais tranquila e conta apenas com uma barraca, mas que atende bem aos que resolverem passar o dia por ali

• As praias do Mucugê e Parracho são bastante movimentadas, com muitas barracas, o acesso é bem fácil, a partir da Rua Mucugê, basta descer para as praias. A volta é um pouco chata, por causa da subida íngreme. Querendo mais sossego, basta andar para a esquerda ou para a direita que surgem praias menos movimentadas

• Achei as praias mais centrais um pouco sujas. Em uma das manhãs, a água das piscinas naturais estava meio turva, com latas e até cacos de vidros, provavelmente por conta do lixo carregado pelas chuvas fortes da madrugada. Também tinha sargaço na areia, na maré baixa. Perto da foz do Rio Buranhém, a água é bem escura e parece suja

• Uma das praias preferidas é a Pitinga, com pousadas e barracas de praia bem estruturadas, além do visual das falésias, sobre os quais ficam equipes de parapente para voos duplos, mas como as falésias não são muito altas, não sei se os voos conseguem ser longos

• A Praia da Lagoa Azul conta com poucas barracas e é menos movimentada que as praias vizinhas

• Aos que querem mais tranquilidade, Taípe é a mais indicada; mais isolada, tem belíssimas falésias e faz divisa com a Praia do Rio da Barra, já em Trancoso

• Na alta temporada, as noites são animadas. Algumas opções são o Morocha Club e as barracas da Praia do Parracho

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• Coqueiros, Alameda dos Flamboyants, 55, Centro, 3575-1229, [email protected] Pousada agradável, bem arborizada, jeitosa e bem equipada, mas achei a relação custo/benefício ruim, acho que poderia ser melhor pelo preço cobrado, pois as diárias são salgadas, mas por outro lado parece compatível com o padrão de Arraial d'Ajuda que tem o custo bem elevado. Boa infraestrutura, área de lazer com piscina limpa e toalhas à disposição, sauna, fitness, aula de yoga duas vezes por semana, sala de jogos, TV a cabo e DVD, etc. Tem restaurante à la carte e a recepção funciona das 8h às 22h, eu acho, depois disso fica um vigia noturno que é um fator a ser considerado, pois ouvi queixas de outros lugares, onde não ficava ninguém na recepção à noite e no caso de algum problema, não havia ninguém a quem pedir socorro. Boa localização, em rua tranquila, mas perto da Mucugê, que foi um ponto que pesou muito na escolha dessa hospedagem. Vi algumas opções interessantes, mas que ficavam em áreas mais afastadas e pareciam isoladas, fiquei na dúvida se daria para circular à noite, a pé. Wifi funcionava bem, mesmo no nosso quarto que era longe da recepção. Quarto de tamanho médio, com boas instalações, TV LCD, 4 canais a cabo rotativos, AC split silencioso, cofre digital grande. Porém acho que poderiam , por exemplo, ter cama box ou pelo menos trocar o colchão de espuma por um de mola e o banheiro precisa de uma reforma. É bom, com box blindex, ducha boa com aquecimento central, secador de cabelos, mas só as paredes do box eram azulejadas, as outras paredes não e tinha um pouco de umidade. Café da manhã era bom, mas acho que poderia ter mais variedade e ser melhor pelo preço da diária. O chá da tarde era bem simples com chás diversos, café, leite e bolo que era pouco e parecia sobra do café da manhã, quem chegava mais tarde ficava sem. Dica de quarto: Os apartamentos estão distribuídos em alguns chalés pela propriedade. Os primeiros chalés estão mais próximos da piscina, área do café e recepção, os do fundo da propriedade ficam mais distantes, mas ganham em privacidade, já que o barulho e a movimentação de pessoas são menores

 

Outras opções:

• Estalagem d'Ajuda, Alameda dos Oitis, 20, Centro, 3575-2416, [email protected]. Simples, mas parece agradável, boa localização

• Pousada Flamboyant, R. do Mucugê, 89, Centro, 3575-1025, [email protected]. Simples, mas parece agradável, tem duas alas, a mais nova tem alguns quartos com instalações renovadas, boa localização, mas não sei se é barulhento por ficar na rua principal

• Pousada Bucaneiros, R. do Mucugê, 590, Centro, 3575-1105 / 9985-0080, [email protected]. Simples, mas parece agradável, boa localização, fica mais para o final da rua, a caminho da praia

• Casa Natureza Brasil, R. dos Coqueiros, 27, Bairro São Francisco, 3575-1071 / 9987-9928, [email protected]. Adorei o site, parece agradável, aconchegante e confortável, com decoração caprichada, mas fica um pouco afastada do centro

• Pousada Atlântida, Estrada de Trancoso, 555, Centro, 3575-1747 / 9979-0214, [email protected], http://www.pousadaatlantida.tur.br/ Gostei do site, parece rústico, mas agradável. Fica um pouco afastada, não é longe, mas a estrada margeia um terreno baldio

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• Dá para fazer bate e volta a partir de Porto Seguro, pois é muito próxima, mas achei Arraial bem charmosa e com boa infraestrutura, acho que vale a pena ficar hospedado lá e curtir a noite da Rua Mucugê com calma, além de evitar a fila na balsa, principalmente na alta temporada

• As hospedagens concentram-se no Centro (nas proximidades da R. do Mucugê), ao longo da estrada que liga a balsa à R. do Mucugê e nas praias. Para ficar independente de carro, táxi, ônibus e van, o mais fácil é ficar hospedado perto da R. do Mucugê, de onde é possível sair a pé à noite para curtir o movimento dessa rua e a caminhada às praias é tranquila durante o dia. Ficando em uma hospedagem pé na areia, provavelmente à noite precisará de carro/táxi para subir à Rua Mucugê

• Existem opções em bairros vizinhos ao Centro, que não ficam longe, mas, se estiver sem carro, é bom verificar as condições da área para ver se não é muito deserto para transitar a pé ou se preparar para bancar um táxi

• Tinha velas no quarto da pousada e tivemos algumas quedas de energia, muito rápidas, apenas poucos segundos, mas na alta temporada pode ser que a situação se complique, quando a rede sofre uma sobrecarga

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• Restaurante Paulo Pescador, Pça. São Brás, 116, Centro, 3575-1242 / 2120 Fax, ter-dom das12-22h, dez-fev diar das 12-22h (fecha maio), [email protected], http://www.paulopescador.com.br O local é bem simples, mas o ambiente é agradável e o Paulo, muito simpático, passa de mesa em mesa conversando com os clientes; o atendimento é muito bom e não é demorado, apesar do movimento. A dica é chegar cedo, pois costuma formar fila de espera na alta temporada. Não aceita cartão. O PF é gostoso e bem servido, vem uma entrada com pãozinho quente e manteiga e vem uma tigela grande de feijão também. Experimentamos o filé de peixe, o filé acebolado, o bobó de camarão e a moqueca de peixe, todos bons. É uma comida simples, não é restaurante turístico, muito menos chique, mas dá para comer bem, sem gastar um absurdo. Achei caro para um PF, mas parece ser o usual dessa região que tem hospedagem e alimentação a preços mais altos. Pesando os fatores mencionados, achei a relação custo-benefício boa

• Restaurante Boiteko, R. do Mucugê, 69, 9156-5995. Ambiente simples, mas agradável, atendimento bom, cardápio à la carte. Dizem que a especialidade da casa é a comida mineira e as carnes. Experimentamos a picanha que estava boa e bem servida. Tinha cafezinho com coador de pano individual, um charme, igual ao do Uai Café Bistrô de Boipeba. Disseram que é coisa de MG. Pesando os fatores mencionados, achei a relação custo-benefício boa

• Crepe da Miloca, R. do Mucugê, 135, 9984-6664, [email protected], http://www.crepedamiloca.com.br/ Ambiente simples, mas agradável, atendimento bom, cardápio à la carte. Os crepes têm nomes de gêneros musicais. Cada crepe vem dobrado de um jeito diferente, com boa apresentação e acompanha uma manteiga de ervas maravilhosa. É gostoso, bem recheado e com bons ingredientes. É meio caro para um crepe, mas é grande e serve como uma refeição se não comer muito. Voltamos outro dia para comer um crepe doce depois do jantar, é um pouco menor do que o salgado, pois tem menos quantidade de recheio, mas é grande para uma sobremesa, dividimos um crepe doce para 2 pessoas. Pesando os fatores mencionados, achei a relação custo-benefício razoável

• Barraca do Nel, Praia dos Pescadores, 3575-2816, das 10-16h, http://barracadonel.50webs.com/home.htm Única barraca da praia, tem vista para os barcos ancorados próximos aos recifes. Barraca de estrutura simples na praia, com mesas e cadeiras de plástico com guarda-sol, não tinha espreguiçadeiras. Tem sombra de coqueiros. Atendimento bom, cardápio à la carte. Não aceita cartão. Recomendam o badejo frito e o arroz de polvo. Experimentamos o arroz de polvo, que é bem servido, gostoso, bem temperado, cremoso, parece cozido no molho da moqueca, sem coentro. É meio caro, mas é na praia, onde os preços costumam ser maiores, por isso achei a relação custo-benefício razoável

• Barraca do Faria, Praia de Pitinga, 3575-3840 / 9979-5824, das 9-17h (fecha em maio e junho), [email protected], http://www.barracadofaria.com.br Barraca simples na praia, mas ajeitada, banheiro limpo, mesas, cadeiras e espreguiçadeiras de plástico. Bom atendimento, rápido, apesar de cheio, cardápio à la carte. Pedimos o pastel, que é do tipo meia lua, com massa crocante e casquinha de queijo, com recheio cremoso de camarão, muito bom. Experimentamos apenas o pastel, então não posso opinar sobre os pratos. Pesando os fatores mencionados, achei a relação custo-benefício razoável

• Cabana La Plage, Praia do Mucugê, 12, 9924-2811. Barraca grande, boa estrutura, na frente tem umas espreguiçadeiras grandes com cobertura, parece cama de casal com dossel, mas para usufruí-las acho que tem taxa de consumação mínima, é melhor confirmar antes de se instalar. Atendimento bom, cardápio à la carte. Comemos iscas de peixe bem sequinhas e crocantes. Experimentamos apenas um petisco, então não posso opinar sobre os pratos. Pesando os fatores mencionados, achei a relação custo-benefício razoável

 

Outras opções:

• Restaurante Portinha, R. do Campo, 1, Centro, 3575-1289, das 12-17h, nov-mar das 12-22h. Variada/bufê por kg. Tem filial em Porto Seguro e Trancoso. É um dos bufês por kg mais conhecidos, mas acabei não experimentando. Disseram que o Aconchego era tão bom quanto e a um custo ligeiramente menor

• Restaurante Rosa dos Ventos, Al. dos Flamboyants, 24, Centro, 3575-1271, qui-ter das 16h à 0h (dom das 13-22h), dez-fev diar das 16h à 0h. Dizem que é muito bom, mas caro. Recomendam o dourado ou badejo na folha de bananeira com camarões, alcaparras e abacaxi

• Restaurante Morena Flor, R. do Mucugê, 200, Centro, 3575-1588, qua-seg das 17-0h. Recomendam acarajés com molho de camarão e moqueca de peixe

• Restaurante Boi nos Aires, R. do Mucugê, 200, Centro, 3575-2554, ter-sáb das 17-0h, dom das 17h30-22h30, jan, fev e jul diar das 15h30-1h. Recomendam a picanha com camada crocante de gordura

• Sorveteria Coelhinho, R. do Mucugê, 135, Centro, das 15h30 à 0h

• Café da Santa, Pça. da Igreja, 3575-1078

• Sting Praia Bar, Praia de Araçaípe, 9982-9991, ter-dom das 9-17h, dez-fev diar das 9-20h. Som das picapes e shows no verão. Aqui uma das atrações é o dono da barraca, que dizem ser a cara do Sting, daí o nome. Recomendam o filé de dourado com legumes na grelha

• Barraca do Parracho, Praia do Parracho, 3575-2801, das 9-17h. Shows ao vivo no verão, festas de Carnaval e Réveillon, agitado

• Cabana Grande, Praia do Parracho, 3575-3044, das 9-17h. Cabana de madeira com música ao vivo durante o dia e shows à noite. Recomendam porções e peixes na telha

• Barraca Flor do Sal, Praia de Pitinga, das 11-17h. Decoração mais sofisticada, comida tailandesa, pescados e moquecas assinados por um chef

 

Dicas e comentários sobre alimentação:

• No final da Rua do Mucugê e na entrada principal da praia homônima, tem restaurantes com PFs mais em conta, por volta de 12,00. Na vila, vi placa em padaria anunciando PFs a 10,00

 

Relatos 2013:

11 dias na BA - dez/2013 - Parte 1 e 3: Salvador | Parte 2: Costa do Dendê - Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo

21 dias em SE e AL - fev-mar/2013 - Parte 1: Aracaju | Parte 2: Maceió | Parte 3: Maragogi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...