Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

Colega,

 

Este posto é a coisa mais estranha que já vi em minha vida. Quando estávamos em SPA, após voltar de Uyuni, fui procurar o posto na base da indicação do GPS. Passei duas vezes na frente da entrada e mesmo com uma placa indicando eu não acreditava que o posto seria DENTRO DE UM HOTEL...

Na terceira volta entrei e fiquei ainda mais espantado.

Que coisa mais absurda um posto escondido dentro de um hotel e completamente fora de mão...

Tinham que mudar aquela coisa de lugar ou abrir mais um posto.

Com o movimento que tem aquela cidade e com o tanto de vans, carros de agências e turistas deviam construir um posto num lugar melhor.

 

Abraço.

Verdade Xexelo, é um posto muito estranho e de difícil acesso. Poderia ser ali próximo a aduana para facilitar, assim muita gente nem precisaria passar de carro por aquelas ruas estreitas. abraço

 

 

E aí Hlira, como sempre, seus relatos são ótimos!! Acompanhando aqui!!

 

Realmente aquele postinho em SPA é bem complicadinho para achar, lembro que me bati um monte!!

 

Peguei várias dicas do seu relato ao sul do Chile, acho que a viagem sai neste ou no próximo ano!

 

Abs,

 

Fábio

Valeu ffabioh ::otemo:: Vai ao Ushuaia? Ou vai pretende visitar a região de Bariloche e dos lagos no chile? abraço

 

Estou planejando ir aos 2. Descer pela Ruta 3 e depois voltar fazendo Argentina/Chile e cruzando todos os passos possíves. A prévia está dando aproximadamente 40 dias.

 

Abraços,

 

Fábio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Excelente relato! Parabéns pela viagem e disposição para dirigir rs.. apesar que Road Trips são as melhores viagens.. :)

valeu ce_fukuma ::otemo::

 

Estou planejando ir aos 2. Descer pela Ruta 3 e depois voltar fazendo Argentina/Chile e cruzando todos os passos possíves. A prévia está dando aproximadamente 40 dias.

 

Abraços,

 

Fábio

Bacana, pretendo fazer algo parecido na próxima roadtrip com uma duração parecida, por enquanto só sonhando aqui rsrs ::otemo::

 

 

Muito legal o ultimo vídeo, a estrada é muito boa mesmo de rípio, o passeio Gêiseres de Tatio foi de carro tbm? Esperamos o restante , valeu.

 

Valeu vandy. O passeio dos geiseres não fizemos, mas li relatos de gente que foi de carro de passeio e a estrada estava parecida com o trajeto para as lagunas. Como meu objetivo principal era o Peru, tive que cortar mais uma vez esse passei. :(

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 08 - 01/01 - San Pedro de Atacama - Antofagasta[CH] - 310km

 

dia08_zpsu0jop9fs

 

Dia de deixar San Pedro de Atacama e seguir para Antofagasta, as margens do oceano pacífico. Acordamos no horário de sempre, em torno das 7hs da manhã e começamos a arrumar as coisas para seguir viagem. Aguardamos o café da manhã as 9hs e em torno das 10hs estávamos saindo do hotel. A estrada passa pela entrada do vale da morte e o mirante da cordilheira de sal e vai subindo lentamente pela cordilheira de domeiko. No retrovisor San Pedro e o salar de atacama iam ficando para trás. Alguns quilômetros depois inicia-se a descida da cordilheira de domeiko e a partir dai é deserto puro. Não há nada além de areia e montanhas, é uma aridez impressionante. Há várias capelas a beira da estrada homenageando as pessoas que morreram em acidentes. Vimos também nesse trecho muitos motorhomes da europa indo em direção a San Pedro e até um motorhome da California.

 

No caminho vimos uma usina com vários painéis solares, que parecem espelhos de longe, além de uma usina eólica próximo a cidade de Calama, que é um oasis no meio do deserto, cortada pelo rio Loa. É uma cidade relativamente grande e moderna, há shopping, hoteís, supermercados e tudo mais que uma cidade grande tem direito.

 

Como era dia primeiro de janeiro a cidade estava vazia e a maioria do comércio estava fechado. Paramos em um posto Petrobrás para abastecer e tomar um sorvete antes de continuar a viagem. Na saída da cidade achamos algumas árvores a beira da estrada fazendo sombra e paramos para comer sanduíches que fizemos com pão e geléia que compramos antes de sair de San Pedro. A viagem continuou tranquila, não havia muito movimento na estrada, passamos por algumas ruinas de antigas vilas de mineradoras que foram abandonadas com o passar do tempo e rapidamente chegamos na Ruta 5, a rodovia panamericana, que corta o Chile de norte a sul. Paramos no posto Copec logo após entrar na Ruta 5 a esquerda para abastecer e dar uma lavada no parabrisas.

 

A partir daqui, a pista é duplicada com limite de até 120km/h e há um pedágio pelo caminho. Chegando perto de Antofagasta é necessário pegar uma outra estrada, o gps indica que estamos perto do litoral, mas a altitude ainda é de mais de 500m. De repente surge um azul no horizonte e a estrada começa a descer entre as montanhas e chega-se a cidade de Antofagasta por uma larga avenida que vai direto até a avenida costanera. Nesse dia conseguimos uma promoção e pagamos metade do valor de uma diária normal no Hotel Diego de Almagro e pedimos um quarto de frente para o mar, fazendo a reserva pelo booking na noite anterior.

 

Chegamos em Antofagasta bem cedo, em torno das 16hs. Descansamos um pouco e depois saímos para caminhar pela costanera, passamos por frente do Porto de Antofagasta, pelo Mall e fomos até a casa Gibbs tirar algumas fotos. Depois seguimos até a praça principal da cidade e o calçadão (peatonal), onde acabamos comendo algo no mcdonalds antes de voltar ao hotel.

 

Hotel Diegro de Almagro

- Excelente hotel, possui garagem e café da manhã além de piscina

- Fica em frente a beira mar de Antofagasta

- US$ 60,00 o quarto de casal

- Link para o hotel

 

Gastos com combustível CH$ 10.000,00 - 13,61l

Pedágio: Estacion Ruta 5: CH$ 1.650,00

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Algumas fotos do dia

 

Gatinho do hotel
img_1792_zpstsydmcim
Subindo a Cordilheira de Sal
img_1798_zpscslddier
Retas…
img_1799_zpstqdpcald
img_1801_zpsayuicji1
img_1802_zpscrfrvgw0
Usina eólica próxima a Calama
img_1803_zpsnv28epq9
Chegando em Calama
img_1807_zpsddee0dsu
img_1808_zpsosezk2db
img_1810_zps7a7c5eme
Mall Plaza Calama
img_1811_zpszgodgsjf
img_1816_zpssrohl0e01
Há várias capelas em homenagem as pessoas que perderam a vida na estrada
img_1819_zpscasamdy7
Zona de mineração
img_1825_zpskkzgpyu3
Sierra Gorda
img_1826_zpsg2w6yhlk
img_1830_zpsf4g3jdaf
Ex Oficina Araucana
img_1836_zpswceuvv0p
img_1837_zpsjszg92cm
Ruta Panamericana
img_1840_zps25xhdizu
Posto Copec
img_1843_zpswbhe1xdv

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mais algumas fotos

Pista duplicada, limite de até 120km/h
img_1845_zpsmg8zbcza
Desenho a beira da estrada
img_1851_zps0vfvvreq
Pedágio
img_1854_zps3cvmazoz
Redemoinho
img_1856_zps5t1vrrqb
img_1858_zpsm707pchp
Chegando em Antofagasta
img_1860_zpsucjsvmw6
img_1863_zpsjyjzgqh5
Oceano Pacifico ao fundo ::otemo::
img_1865_zpsbxqxhbgn
img_1866_zpsfzaqs6rs
img_1867_zpsmaq3uvdw
img_1868_zpsegwhtipf
img_1869_zpsctbgfmii
img_1871_zpsilj5nkoa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Costanera de Antofagasta
img_1873_zpsk7x62qvn
img_1874_zpsk96d5vfl
Casa Gibbs
img_1875_zpskgfzblrb
img_1877_zpsdctnmif8
img_1878_zpsfxgufb8m
img_1879_zpsacfjdshk

img_1880_zps19zayscf
img_1881_zpsek4ts2c7
img_1882_zpsegil6uuw
img_1883_zpshl72gyyl
img_1888_zpshfrqvg9o
img_1891_zpsfgftsw0k
img_1896_zps1thqv29k
img_1902_zpsnuk073rh
Casa Gibbs
img_1908_zpsbvx1d3og
img_1912_zpsn0mespsl
img_1917_zpsctsexpoz
img_1921_zpszs3p5q5h
img_1929_zps4rjgxglt
Plaza de Armas de Antofagasta
img_1937_zpstvivhnl5
img_1942_zpswdekuvcz
Catedral de Antofagasta
img_1947_zpsygksa1qt
img_1951_zpsqcakgv9b
Peatonal
img_1958_zpspxaxx2v1
img_1974_zpsiudar6wq
Vista do quarto do hotel ::otemo::
img_1984_zpsz6it95ij

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 09 - 02/01 - Antofagasta a Iquique - 417km[CH]

 

Trajeto do dia

Dia09_zpsufybvdq6

 

O hotel que ficamos em Antofagasta foi sem dúvida o melhor de toda a viagem, quarto amplo e confortável além de um excelente café da manhã continental. Nossa vontade era de ficar uma dia a mais para aproveitar o hotel e a cidade, mas ainda tinhamos um longo caminho a percorrer. Após o café saímos com o carro para dar uma volta na avenida costanera. Estacionamos o carro em uma praça ao lado da praia e fomos caminhar, o sol ainda estava tímido e a temperatura bem agradável. Já havia bastante gente na praia, inclusive tomando banho de mar naquela água fria. Nesse local e praia era cercada por pedras e havia inclusive um trampolin para mergulho. Tiramos algumas fotos e seguimos até uma capela ao lado da praia para mais algumas fotos.

 

Depois disso fomos ao supermercado Jumbo para comprar algumas coisas e procurar algo para almoçar. Compramos arroz, carne e mais um suco para levar para o hotel para comer. Havia bastante opção de comida nesse supermercado, que é enorme e parece que estamos em um Target ou Wallmart dos Estados Unidos. Voltamos para o hotel para comer e arrumar as coisas para fazer o check out até as 11:30. Antes de sair tentamos reservar o hotel da mesma rede em Iquique, mas já estava cheio para esse dia. Acabamos reservando um outro hotel.

 

Saimos de Antofagasta em torno das 12:00 sentido norte pela avenida costanera, cruzando praticamente toda a orla da cidade. Nosso próxima parada foi no monumento natural La Portada, porém erramos a saída e acabamos dando uma volta de uns 5km a mais, quase indo ao aeroporto para poder retornar. O monumento La Portada é uma das principais atrações de Antofagasta e ao fundo é possível visualizar a cidade. Dali pegamos a estrada e continuamos viagem por uma pista duplicada recentemente até o acesso para o aeroporto. Nesse pedaço a estrada se afasta do mar e há um pedágio antes de terminar a pista dupla.

 

Depois a estrada segue em pista simples em boas condições e com pouco movimento de caminhões até reencontrar o mar perto do acesso a cidade de Mejillones. A partir dai ela segue paralela ao mar, de um lado o oceano pacífico de um azul intenso e do outro lado montanhas tão altas que em muitos locais ficam mais altas que as nuvens, é um caminho muito gostoso de dirigir. Em vários trechos há desníveis na pista e ondulações devido aos últimos terremotos que ocorreram na região. Não há postos nesse caminho, apenas pequenas comunidades e praias com muitas pedras.

 

A maior cidade do caminho é Tocopilla, uma cidade relativamente grande com restaurantes, postos, hospedagem, etc. Paramos para abastecer no posto shell na rotatória principal da cidade, no encontro com a estrada que vem de Calama. Depois desse posto, só há outro em Iquique. Após Tocopilla a estrada continua paralela a costa, porém em um nível mais alto e há belos mirantes para fotografias. Há também um túnel nesse trecho. Após a ponte sobre o Rio Loa há uma aduana, onde deve-se levar o documento de importação temporária do veículo até uma casinha para um fiscal carimbar a sua entrada na zona franca de Tarapacá, onde fica a cidade de Iquique.

 

Esse trecho final até Iquique tem muitos pedaços danificados pelos terremotos, é bom ter cuidado. Chegando em Iquique, o movimento de veículos aumenta bastante e após a entrada para o aeroporto, há pista dupla até a cidade. Chegamos em Iquique em torno das 17hs e ficamos em um hotel próximo a peatonal e praia no centro da cidade. Fizemos o check in e saímos para dar uma volta pela praia, que estava bem cheia e movimentada. Depois disso fomos jantar e caminhamos pelo calçadão da cidade, com várias construções inglesas bem conservadas. Esse calçadão foi uma grata surpresa, vale muito a pena a caminhada a noite, há vários restaurantes e no final chega-se a praça da cidade, onde há um belo relógio e iluminação noturna. Voltamos para o hotel já eram 22:00hs e capotamos na cama de tão cansados que estávamos.

 

Hotel Pacifico Norte

- Acomodações antigas, mas confortáveis.

- Perto da praia e do calçadão de Iquique.

- A garagem fica a meia quadra de distância.

- US$ 45,00 o quarto de casal

- Link para o hotel

 

Gastos com combustível:

- CH$ 21.300,00 - 29,22l

 

Pedágio:

- Saída de Antofagasta: CH$ 1.000,00

- Próximo a Iquique: CH$ 1.000,00

 

Video com o trajeto percorrido do dia 09

 

[media]

[/media]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

  • Conteúdo Similar

    • Por MidnightRider
      Olá wanderlusters!
      Estarei em Cuzco e arredores entre 8 a 14 de maio/2019.
      Quem tiver a fim de tomar uma cusqueña e trocar umas ideias pode chamar no 54 98126-6786 (whatsapp).
      Abraços!
       
       
    • Por milehist
      Olá galerinha!
      Estou planejando viajar para Cusco entre os dias 30 de setembro a 06 de outubro, e preciso de dicas.

      Minha principal dúvida é: eu posso ir apenas com as passagens e hospedagem reservadas e consigo comprar o trajeto para machu picchu (incluindo deslocamento de cusco até MP e entrada) lá mesmo, nas empresas de turismo?

      Alguns relatos dão conta que é preciso comprar com antecedencia, outros indicam que lá da para comprar tudo...

      E quais dicas vcs me dão para os demais dias la?
    • Por NatalieM
      Olás,
      Estou indo para Atacama + Salar de Uyuni no começo de novembro. Já tenho um fleece da Columbia como esse https://www.columbiasportswear.com.br/jaqueta-fast-trekt-ii-full-zip-fleece-22/p e a segunda pele. Agora estou na duvida se compro um corta vento leve apenas para usar por cima desse fleece ou se preciso comprar algum casaco mais grosso como aqueles com enchimento de nylon. Alguém que já foi nessa época pode me dar alguma dica?
       
      Obrigada 😃
       
       
       
    • Por MORAES76
      Pessoal gostaria muito da colaboração de vcs para me auxiliar na programação da realização de um sonho, conhecer Machu Picchu mochilando. Estarei de férias em setembro e já estou pesquisando a passagem aérea, mas não tenho a mínima ideia de por onde começar
          Se puderem me ajudar com dicas, valores etc , para que os perrengues, que serão inevitáveis, sejam mínimos .
      Valeu , obrigado!
    • Por edufehrer
      Fala galera! 
      Alguém vai fazer os passeios em Cusco entre 15 e 26? (Vale sagrado, vale Sul, laguna, montanhas coloridas)
      Procuro gente pra dividir táxi privado.

      Tô fugindo de agências com horários fixos, quero dar os rolês fazendo meu horário pra aproveitar mais...porém sai muito mais caro dessa forte, dividindo seria o esquema. 


×
×
  • Criar Novo...