Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
andredegemeos

Noite de terror em São Tomé das Letras!

Posts Recomendados

Noite de terror em São Tomé das Letras!

Eu comentei em um vídeo que STL estava diferente, mas não imaginei que estava “tão diferente“.

Se estivesse na cidade de São Paulo ou do Rio de Janeiro eu acharia “normal” o que aconteceu...

Mas em São Tomé das letras???

O que vou descrever aqui vai parecer piada, contos de fada ou gnomo, talvez de bruxas, mas infelizmente é real.

Na noite de ontem eu estava em São Tomé ainda e junto com a minha namorada resolvemos ir até a pirâmide curtir o céu, as estrelas e ver os raios no fim do horizonte de uma tempestade que se anunciava...

Eram 20:00, mas tinham muitas pessoas, vários grupos ao redor da pirâmide, conversando, cantando e tocando violão. Nesse horário a única luz que tínhamos, eram as luzes das estrelas e de nossas lanternas do celular.

Em cima do teto da pirâmide estávamos em 8 pessoas, separados em grupos de duas pessoas, cada grupo curtindo à sua maneira, ninguém se conhecia.

Embaixo de nos tinha uma segunda parte da pirâmide que as pessoas costumam ficar sentadas para ver o pôr e nascer do sol e também ficar cantando.

De repente eu me vi cercado por dois animais encapuzados um estava armado e quando se aproximou de mim eu pensei... “Serio? ” Isso está acontecendo aqui???

Eu o olhei com cara de raiva e espanto não acreditando que aquilo estava acontecendo, quando ele encosta o que eu acho que era um cano de revolver na minha cabeça e começa a conversar comigo pedindo dinheiro e celular...

Juro que tive uma diarreia mental e fui querer enfrentar o cidadão de bem.... Eu não acreditava que aquilo estava acontecendo. Aí minha namorada ficou desesperada por que o cara falou que ia atirar na minha cabeça e entregou o celular dela afirmando que não tínhamos dinheiro. Eu já comentei que tinha um segundo animal dando cobertura né? Quando o cara armado percebeu que estávamos rendidos... Ele foi nos outros três lados da pirâmide e rendeu todo mundo fez a limpa. Nesse momento nem o pessoal que estava no andar de baixo da pirâmide nem os grupos que estavam ao redor dela perceberam o que estava acontecendo...

Uma vez que ele roubou todo mundo e obrigou que todos apagassem seus celulares para que não pudessem ser localizados.... Sim isso mesmo todos que por acaso tivessem um Iphone ele mesmo entrava em configurações e nos obrigava e liberar o celular da senha do icloud...

Bom continuando, uma vez que ele rendeu as 8 pessoas que estavam no ponto mais alto da pirâmide ele pulou para o andar de baixo e rendeu mais um cara e duas meninas. Levou dinheiro e celulares e ainda deu uma coronhada em uma delas.

Depois de render todos que estavam em cima da pirâmide pularam no chão e atacaram mais dois grupos que estavam ao redor da pirâmide cantando e conversando. Uma das pessoas foi agredida com um soco na boca do estomago.

Ao finalizarem os dois grupos mais de 20 pessoas tinham sido roubadas e algumas agredidas fisicamente. Não satisfeitos ainda tentaram roubar um carro de duas pessoas que estavam no grupo de baixo.

Bom resumindo o fim da história passamos todos na delegacia fazendo o Bo do que tinha acontecido e a informação que os policiais nos deram é que é impossível para eles darem segurança na pirâmide no período da noite, que quem estiver ali fica por conta e risco.

Conversando com alguns moradores eles comentaram que com a chegada de “novas” drogas a violência aumentou e a cidade não é mais a mesma, alguns evitam ir na pirâmide até no horário diurno.

Também ouvi na delegacia que no réveillon desse ano 35 pessoas foram assaltadas...

Como comentei acima, se fosse em São Paulo ou no Rio eu já estaria acostumado, mas ser rendido em STL em um arrastão e vendo pessoas agredidas isso me deixou inconformado, assustado, ver várias pessoas, homens e mulheres com o coração na mão e minha namorada quase vomitando de nervoso não foi legal.

Então amigos mochileiros faço esse relato na intenção de avisa-los que STL não é mais a mesma. Eu dessa vez perdi, foram- se os anéis e ficaram- se os dedos...

Mas a frase “Bens materiais se conquista o importante é que você está bem e com vida”. Não me conforta.

São Tome é um lugar lindo e que amo. Vivi muita coisa boa, lá conheci pessoas maravilhosas, mas por enquanto vou riscar esse lugar do mapa e pensar em outro lugar para levar as pessoas que gosto. E vou ficar observando se algo muda para melhor.

Combinei com as pessoas que foram assaltadas de marca-las aqui, para que elas possam divulgar o acontecido também. O objetivo é um só de alerta-los, que cada vez mais perdemos lugares que considerávamos verdadeiros paraísos, mas que agora estão sendo tomados pela violência.

Obs: No momento estou sem celular. Indo comprar outro...

  • Obrigad@! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que absurdo isso! É um lugar que está na minha listinha pra conhecer, mas acho que vou esperar um pouco mais.

Muito triste isso, ainda bem que estão todos bem. É como você falou, bens materiais se conquista novamente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Infelizmente as drogas estão tomando conta do nosso país. Na minha opinião tinha que executar com pena de morte tanto os traficantes quanto os consumidores de drogas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu Deus! Que situação horrível.

STL é um lugar místico, de paz, onde a galera vai pra curtir toda energia e natureza.

Lamento muito o que ocorreu com vcs, isso é muito triste. Eu amo aquela cidade e agradeço o toque, pois quando estiver lá, tomarei mais cuidado.

Se as autoridades continuarem a "lavar as mãos", a cidade não terá mais turistas alavancando a economia de lá.

Lamentável :cry:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um colega teve um problema parecido no ano passado por lá, mas foi em uma cachoeira, o pior mesmo é o cidadão de bem não poder se defender não é mesmo ?

Triste por vocês, mas foi bom que não aconteceu nada pior, estes bens você adquiri novamente, já as vidas que poderiam ter sido perdidas neste ocorrido...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caramba! Fui pra lá em fevereiro e subi sozinha na pirâmide de manhã. Fiquei encantada com a segurança que senti. Decepção saber que não é mais assim :( Infelizmente, pelo jeito quando o turismo de um lugar cresce aqui no Brasil, o perigo aumenta junto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bacana deixar o pessoal consciente sobre os riscos, STL eu já fui várias vezes, inclusive no Réveillon de 2013.

Mas, o perigo está por todos os lados, porque eu falo isso?

Bom, vamos lá..... Eu moro em uma cidade do interior de MG (isso msm, as vezes vejo carroça na rua), com aprox. 40 mil habitantes, recentemente foi preso estuprador, já levaram retrovisor da moto em frente minha casa, já roubaram até pano de chão na porta de casa. O que eu quero dizer com isso, é que as pessoas não estão perdoando mais nada, é bom a gente sempre ficar esperto, evitar carregar coisas de valores, evitar dar bobeira. Infelizmente esta fatalidade que aconteceu com você em STL, poderia ter acontecido com qualquer um.

Eu vou pra lá na sexta-feira da paixão, no Festival STL2018, mas ficarei bem esperto com relação ao movimento das pessoas.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ano passado eu fui com meu esposo e por pouco n fomos assaltados teve um policial despreparado correndo atras de varios meliantes. A cidade nao tem atendimento ao turista esta suja e vemos somente pedras saindo..caos. Nao tem restaurante bom la está tudo péssimo. Deus me livre de Minas Gerais estradas sem sinalizaçao..eca

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 Realmente a polícia não pode estar em todos os lugares, e os  marginais estão proliferando que nem baratas, por isso que existe um forte movimento para liberação do porte de arma para pessoas de conduta impecável e aptas psicologicamente, e vamos votar em quem apoia este movimento. Chega de proteção aos marginais!

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Por ROTA da AVENTURA
      salve galera !!!!!
      são thome é muito bommm !!!! maas em feriados a cidade lota e fica meio congestionada heheehe tem muitass cachu quanto mais longe da city menos gente !!
      eu adoro ficar em sobradinho é meio lonje da cidade mas vale a tranquilidade que tem o lugar !!!
      mas se vc s ja gostarem mais de agito e galera em dias de feriado fica assim !!!!


      esse dia tava rolando um show reggae la em cima !!!!!
      fora a muvuca tavo um astral bem legal com a bandinha tocando e o sol se pondo animal!!!!!
      falow
      bruno
    • Por Felipao86
      De passagem pelo Sul de Minas, aproveitamos para passar uma noite e um dia em São Thomé das Letras/MG
      Não encontramos nenhum passagem secreta pra Machu Picchu, nenhum alien ou OVNI (rs), mas um frio inacreditável, principalmente no sábado à noite, quando chegamos.
      Ficamos hospedados na Pousada da Toca (https://www.booking.com/hotel/br/pousada-da-toca.pt-br.html) R$126,00 por 1 diária com café da manhã.
      Nem dá pra avaliar direito porque só dormimos e tomamos um café da manhã (simples mas suficiente) no dia seguinte. Eles deixaram fazermos o check-out tarde (16:00) e isso foi bem bacana.
       
       
      Chegamos no sábado  a noite (03/09) , estava um frio inacreditável! Fomos jantar uma massa no O Alquimista (muito bom) e passamos em uma lojinha para comprar um moleton.
      No domingo pela manhã (04/09), após o café, demos uma volta pelo centrinho da cidade, que  é bem  bacana e está bem arrumado.
      Ao lado da Igreja Matriz tem uma lojinha que é uma recepção aos turistas. Lá pegamos um maquinha com as atrações da cidade e das cachoeiras ao redor. 
      Subimos para conhecer o Cruzeiro, a Pedra da Bruxa e a Pirâmide.
      Depois pegamos o carro fomos conhecendo algumas cachoeirinhas ao redor da cidade.
      Devido a época de seca, a vazão estava muito baixa em todas as cachoeiras.
      A estrada de terra que conecta a maioria das cachoeiras estava em bom estado. 
      Somente em uma pagamos para entrar (não lembro agora o nome, mas foi 5 reais por pessoa).
      No retorno almoçamos novamente no Alquimista (mas era outro, se não me engano tem 3 pelas cidades) e retornamos para casa.
       
      Impressão geral: foi uma passagem muito rápida, mas deu para avaliar algumas coisas;  a cidade atrai um público mais específico ao qual não faço parte. Vimos muitos jovens e poucas famílias.
      Os pontos turísticos estão mal cuidados e sujos. Todos os locais tinham latas de cervejas, bitucas de cigarro e cheiro pesado de urina ( na Pirâmide então, estava difícil de ficar). Mesmo problema nas cachoeiras.
      De positivo a comida saborosa, as entradas gratuitas para as cachoeiras.









    • Por Carlosfuca
      Se o ancestral João Antão conseguiu ver a imagem de São Thomé, lá fui eu ver a São Thomé das Letras em Minas Gerais também. Cidade de beleza inigualável, de energias contundentes, de atmosfera reluzente, do turismo e das pedras.
       
      Dentre tantas belezas, guardei um dia da minha rápida estadia pra ir à Cachoeira Shangri-lá. Após uma conversa com o Delei, que é dono do camping onde fiquei, citei o meu interesse de ir a essa cachoeira e por coincidência ele tinha ido uma semana antes, porém ele não sabia passar as coordenadas exatas, pois ele fez vários rolês no dia e tava com um guia. Perguntei sobre o guia e ele indicou um. Eu tinha algumas informações e tava disposto a ir a pé, mas depois decidi contratar o guia, que cobrou R$110,00.
       
      Vou relatar aqui trechos dos caminhos que guardei, mas aviso que pra ir na caminhada é uma pernada boa. Então a melhor opção é chamar um guia. Mas também não é nada impossível, é em média 19km de caminhada só pra ir. Eu fui por um caminho e voltei por outro e pra quem tá sem condições e quer ir á pé ou já tá de carro dá pra ir sim.
       
      Uma dica é pegar uma carona sentido três corações e descer depois do 5km da estrada, onde tem uma placa indicando o caminho pra "Pousada Shangrila", https://goo.gl/maps/eaq1jWQSPh12 >>>lembre-se tá entre o km 5 e 6 indo sentido três corações.>>> O outro caminho para a cachoeira é depois do Km11, o primeiro trevo à direita depois da placa de 11km. https://goo.gl/maps/nAmMz3Ajk9n
       
      Tem a opção de pegar um ônibus de STL a Três Corações e descer na entrada, deve sair R$10,00.
       

       
      Link de uma mapa na net (não é meu): https://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=8866447
       
      A ida.
      Combinei com o guia as 07h30 na rodoviária de São Thomé e fomos de moto. Duas rodas na estrada e neblina. Ainda no topo dissemos, "vamos pra neblina", pois conforme perdemos altitude adentramos nas 'nuvens'. O caminho iniciado por ele foi o depois do km5, onde tem como referência a placa indicando "Pousada Shangri la". A partir daí foi estrada de terra, que estava precária, pois havia chovido dias antes, Foi coisa de 10 minutos e começou a ficar muito escorregadio e quase impossível de manter a moto em pé, Marcelo parou, olhou e disse, "puts, o pneu furou".
       
      Pensando no que fazer, ele voltou pra STL pra ver se conseguia arrumar a moto ou pegar uma emprestada. O tempo tava muito agradável, o lugar é de uma tranquilidade imensa, resolvi ir caminhando, SEMPRE PELA PRINCIPAL, e ele iria me resgatar tempos depois.
       
      Acabou que caminhei mais de uma hora achando que já tava perto, mas depois descobri que faltava muito ainda. A primeira bifurcação veio rápido, mas nessa lógica de seguir a principal, ficou fácil seguir pela esquerda. (Na foto 4 tem a vista de quem ta voltando e uma seta no canto inferior esquerdo da foto indicando a ida pra direita.)
       
      Segui por mais alguns minutos, sempre vislumbrando a natureza ao redor, aquele ar mágico, passando por fazendas e assim logo avistei uma placa dizendo "Boa Vista" (seta pra direita) e "Shangri lá" (seta subindo), então reafirmou que eu estava no caminho certo. Mais uns 15 minutos e veio uma bifurcação a direita. Na foto 6 se vê a placa indicando São Thome a 5km, essa placa tá na direção de quem volta, então só enxergará depois que fizer a curva pra direita, que é obvia também.
       
      Continuei seguindo e seguindo a pé até sair numa igrejinha cor (bege/rosa?), vista na foto 7. Nessa igreja é só seguir reto de novo. Depois dela, vieram duas bifurcações e fui reto à esquerda nas duas. Na primeira pode escolher os dois caminhos o da direita indica "Fazenda São Francisco", mas só se vê também pra quem volta, eu fui direto mesmo, e na outra esperei o guia, pois estava com duvidas.
       
      Veio outro moço de carro e seguimos, ainda tinha coisa pra caramba e a estrada sempre esburacada e cheia de barro. Ele seguiu por mais 20 minutos de carro e chegou uma hora que virou à direita obrigatório, e já saiu numa guarita do Exercito, paramos pra dar o nome e a partir de então a área era deles e a estrada estava bem melhor. Notei que todo esse tempo as placas pra Shangri-lá sumiram, aparece algumas pra "Fazenda São Francisco" e pode ser a mesma coisa, pois essa cachoeira se encontra dentro da fazenda.
       
      Demoramos mais 15 minutos da guarita do exército até a cachoeira
       

       

       

       

       

       

       

       
      Ao chegar na cachoeira, que é uma união de várias corredeiras formando poços, meu olhos brilharam ao presenciar tanta beleza, o formato das rochas me deixou bem espantado, parte delas dialogando com as arvores e matas e outra com as águas.
       

       

       
      Escolhi dois poços que considerei mais seguros e tomei meu banho e dei uns mergulhos, parei pra admirar a paisagem e fui ver as escritas rupestres que fica numa pedra já quase no topo da corredeira.
       
      Vale dizer sobre a preservação do local que deve partir de nós visitantes e visar o menor impacto possível. Apesar de eu ter ouvido relatos de que as pedreiras estão explorando de forma desenfreada, não devemos cair nessa da degradação do lugar.
       
      Outras coisa é com relação a segurança. As pedras são escorregadias muito cuidado, não confie totalmente e não tenha pressa pra se locomover por lá. Escolha bem os lugares pra nadar, principalmente se for em época de chuva!
       

       

       

       

       

       

       

       

       
      Pra voltar fizemos outro caminho que foi bem mais fácil, vamos se dizer que do ponto da guarita do exercito demorou 20 minutos até a estrada que vai pra STL e seguindo praticamente pela principal rodeada de plantação de milho e café. Saímos no trevo "Km11" e da estrada foi tocar o carro pra STL novamente. Totalmente satisfeito com o rolê e com a natureza de São Thomé das Letras!!!
       
      Péde Natureza, é nois!
    • Por Felipe_Goes
      Pra quem pretende ir a São Thomé das Letras, não deixem de conhecer a Gruta da Bruxa.
       

      Esse destino é para aventureiros de verdade, pois a travessia da mesma não é fácil, são cerca de 40 minutos embaixo da terra, incluindo ter que se rastejar por túneis estreitos e descer de locais bem altos.
       

       
      COMO IR?
       
      São Thomé tem um subdistrito, chamado Sobradinho. Lá fica a gruta. Vá até Sobradinho e não se arrisque, contrate um guia credenciado. Por pessoa é cobrado uma taxa de aproximadamente R$ 50,00, que inclui a gruta e a cachoeira dos Gêmeos.
       

       
      Exija luzes e capacete, são imprescindíveis. Falo isso, pois já atravessei a gruta duas vezes, na primeira fui sem luz e sem equipamentos com um guia não credenciado. Passei por muitos riscos e fiquei embaixo da terra por cerca de 3 horas.
       

       
      No final da gruta, para voltar é necessário “escalar” uma cachoeira. Deve-se ter muito cuidado para não escorregar.
       

       
      Atenção, o local não é indicado para pessoas com claustrofobia, pois o local é bem estreito. Na segunda vez que eu fui pude filmar o trajeto, vejam no Video
       
       
      Forte Abraço!
    • Por barbara_dbarbosa
      Para ir a São Thomé das Letras, se possível vá de carro! é tudo longe... mas também tem alguns ônibus que fazem os passeios por lá, só que não tenho informação nenhuma de custos, horários bla bla bla...
       
      Dia 01: Saímos de Vitória-ES as 09h30min da manhã. O GPS querido nos mandou por uma rota com estrada de chão por Cruzília ãã2::'> . São uns 30km de pura pedra hahahaha mas enfim, chegamos em São Thomé no sábado as 21h. Ficamos na Pousada das Pedras (R$ 30,00 a diária sem café da manhã), que fica na rua principal. Fechamos tudo pelo facebook com a proprietária Delmira Reis https://www.facebook.com/profile.php?id=100007569765025&fref=ts . A pousada é simples, os quartos tem banheiro com um chuveiro bem quentinho, roupas de cama, televisão e uma geladeira. A cozinha tem todos utensílios necessários para você fazer suas comidas se não quiser gastar muito kkkkk. Fica numa rua movimentada, mas, o cansaço era tanto que dormi logo que chegamos e nem escutei o barulho a noite.
      Na manhã seguinte fomos atrás do mapa da cidade e, por incrível que pareça, uma cidade turística deveria ter pessoas que pudessem passar informações mais adequadas. No centro de informações a “moça” nos deu o mapa e disse praticamente que sem carro e sem um guia não tinha como fazer nada e acabou ... ahn??? Como assim!? Obvio que os locais são distantes e depende de carro, mas então informe as outras opções ok?? Bom Afeee sai de lá indignada! Mas como estávamos de carro conseguiria fazer algo né? kkkk
      Dia 02: Gruta do Carimbado que no mapa já dizia INTERDITADA, mesmo assim fomos...vai que dá! Ok..não deu, realmente estava interditada  Antes de chegar na gruta, você passa pela Ladeira do Amendoim onde você não consegue identificar se é uma descida ou subida sabe??? Tudo ilusão de ótica! Então, se você parar o carro em ponto morto, ele sobe a ladeira. Depois fomos na Toca Furada, fica atrás da rodoviária e é super fácil de encontrar.
      Resolvemos dar uma voltadinha no Parque Municipal Antônio Rosa. O tempo não estava tão bonito assim, e foi quando estávamos tirando fotos lá na Pedra da Bruxa que começou a maior chuva! Era um temporal em São Thomé e nós perdidos tentando nos esconder no meio das pedras, resultado.... tomamos o maior banho de chuva!!! Voltamos pra pousada, lavar e tentar secar as roupas grrrrr...
      Lembrando: em são Thomé tem um ventinho “meio” gelado, então levem um casaquinho para usar de manhã e a noite.
      Dia 03: Vale das Borboletas, Garganta do Diabo e Cachoeira da Ricarda.
      O vale das Borboletas é o primeiro: é muito bonito e de fácil acesso. A Garganta do Diabo meuuu senhor!!!! Cadê a sinalização do lugar minha gente? Nada, nada e nada!!! Poxa vida! Acho que as pessoas desistem de ir lá, pois caminham e não encontram nada! Se você andar mais um pouquinho lá está elaa...lindona . A trilha é ruinzinha, tem pedras escorregadias (bem sei hahaha). Você tem duas formas de conhecer esta cachoeira: pela parte de cima e depois voltando e entrando na trilha que leva na queda dágua. Para chegar até a queda, você vai ter que passar por uma parte onde tem água até o joelho. A cachoeira da Ricarda é conhecida como Cachoeira de São Thomé, é bonita mas, só de olhar me deu medo, porque a água tem muita força e parece que formas uns redemoinhos! Enfim..só pra olhar!
      No final da tarde fomos até a Pirâmide ver o pôr do sol. Vá cedinho, sente em cima da pirâmide e tire muitas fotos.
      Dias 04: Fizemos a Rota da cidade Arraial do Sobradinho. Fomos até o final da estrada para tentar achar a Gruta das Bruxas e não encontramos, os moradores falaram que é bem ruim de achar e não vale muito a pena, pois você se suja e tal. Desistimos e fomos para a Gruta do Labirinto. A entrada é R$15 e vai um guia com você. Depois tem como ficar numas “piscinas” com água transparente e muiiiito gelada. Vale a pena, o lugar é bonito. Voltando paramos na cachoeira da Lua, não estava batendo sol e nem sei se bate porque o lugar é bem fechado e a água é extremamente gelada! Não tive coragem de entrar! Mais a frente tem a Cachoeira da Eubiose, a entrada custa R$ 5 mas não fomos. A cachoeira do Flávio é bonitinha, pequena e rasa, dá pra curtir por ali. A Cachoeira Véu de noiva é muito bonita. Já a Antares (fica 6km da estrada principal) é bonita, mas na hora em que fui não tinha sol e, foi a água mais gelada que entrei na minha vida!! Sem condições! Dói até os ossos ahhahahaha
      Não conheci nenhum restaurante lá, fizemos todas as refeições na Pousada. Próximo dali (1 quadra) tem um mercado bem grande e os preços são bem acessíveis. Lá tem muitas lojas onde vendem cachaça, licores, doce de leite...muito bom!! :'>
×